Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Nós do Morro volta aos palcos do Rio com Barrela

29/4 · Rio de Janeiro, RJ
Programação Visual: Auge Design
Divulgação do espetáculo
1
Alê Barreto · Rio de Janeiro, RJ
27/4/2010 · 0 · 0
 

Após o sucesso de público e crítica da primeira temporada, o Grupo Nós do Morro reestréia a peça Barrela

O Nós do Morro retorna no dia 29 de abril ao palco da Casa do Mercado, no Centro do Rio de Janeiro, para apresentar o espetáculo Barrela, do dramaturgo brasileiro Plínio Marcos.

Dirigida por Paulo Giannini, a montagem do grupo do Vidigal mantém as características do texto original e revela de forma crua a realidade carcerária do país, enfocando a disputa por poder existente entre os presos.
Barrela - que significa curra na linguagem carcerária - teve uma única apresentação em 1º de novembro de 1959, quando foi proibida pela Censura Federal. Considerado forte e inadequado, o texto permaneceu censurado por 21 anos, sendo, enfim, montado em início dos anos 1980. “Agora, exatos cinqüenta anos depois, cá estamos nós mostrando que a realidade retrata na peça, infelizmente, não mudou”, diz Giannini, acrescentando que a única alteração dada pelo Grupo à montagem original é a inclusão de um coro de atores para reforçar a idéia de superlotação.

Uma história real
Primeira peça de Plínio Marcos, Barrela é baseada em uma história verídica, acontecida com um rapaz na cidade de Santos, no litoral paulista. Preso por uma briga de pequenas proporções, o rapaz foi estuprado por companheiros de cela. Solto, dois dias depois, jurou vingança e matou quatro dos presos que participaram da ação. Chocado ao ouvir o relato, Plínio Marcos decidiu contar a história em forma de diálogo, imaginando situações ocorridas antes, durante e depois do episódio do estupro.
“Com sua genialidade, Plínio Marcos escreveu diálogos que parecem brotar das entranhas dos personagens. Ele fala sobre o poder entre os homens, que está em jogo sempre; sobre a reinvenção da ordem onde não há ordem; e sobre o ser humano enjaulado prestes a enlouquecer por terem tirado sua liberdade de se refazer, reaprender, renascer”, completa Giannini.

Abertura da nova temporada
Unindo teatro e literatura, a noite de abertura conta ainda com o lançamento do livro Bendito Maldito (Editora Leya), de autoria de Oswaldo Mendes, crítico de teatro e amigo de Plínio, que estará presente para um debate sobre a vida e a obra do dramaturgo, após o espetáculo.

Nós do Morro
O Grupo Nós do Morro é uma associação cultural sem fins lucrativos fundada em 1986 com objetivo de proporcionar o acesso à arte e à cultura para a população do Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro. Sua trajetória é repleta de realizações, construídas a partir de uma filosofia de valorização do convívio coletivo, respeito à diversidade, solidariedade e busca da autonomia. A qualidade da ação cultural desenvolvida pelo Nós do Morro obteve o reconhecimento da crítica e do governo brasileiro. Destacam-se entre os prêmios recebidos a Ordem do Mérito Cultural e o Prêmio Escola Viva, concedidos pelo Ministério da Cultura, a Menção Honrosa da UNESCO e a recente indicação para o Prêmio Shell 2009, pela Direção de Movimento e Trilha Sonora do espetáculo Machado a 3x4. Em 2009 o Grupo lançou o livro "Nós do Morro 20 Anos".

O Grupo Nós do Morro é patrocinado pela Petrobras desde 2001.

Assista o vídeo "A vida levada pela arte".

Ficha Técnica

Texto: Plínio Marcos
Direção e Cenografia: Paulo Giannini
Programação Visual: Auge Design

Produção Executiva: Martha Avelar
Direção de Produção: Zezé Silva
Diretor Artístico do Nós do Morro: Guti Fraga
Realização: Grupo Nós do Morro
Promoção: Rede Globo e Clube do Assinante O Globo
Apoio: Approach, PdvTech, Buffet Talher de Ouro, Rede Varejão, Magnífica, Auge Design e Le Pain Du Lapin.

Classificação indicativa:18 anos

onde fica
Casa Mercado 45
Rua do Mercado, n. 45, Praça XV, Centro
quando ir
29/4/2010, às 19:30h
quanto custa
R$ 20,00
contato
21-3874-9411

compartilhe

comentários feed

+ comentar

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados