Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

A PAIXÃO

Miguel Servellón
1
Saavedra Valentim · Vitória, ES
29/5/2008 · 176 · 76
 

Paixão, sentimento de euforia, que atinge fulminante o nosso eu,
numa revolução interna, de tal proporção, que afloram antigas emoções vividas.
Que acordam e reacendem, em nossos corações, a chama que não morreu!
De nosso íntimo, um sinal claro do reviver, do renascer de loucuras adormecidas.

Sentimento etéreo! é a ressuscitação da volúpia de tempos imemoriáveis,
um torvelinho das sensações renovadas a um coração entorpecido, desiludido!
É a efervescência do renascimento do ser, promessa de emoções inarráveis.
É como se, do nosso âmago, a lava ardente emergisse de um vulcão adormecido.

Uma paixão quase sempre é efêmera; poucas transcendem para sentimento eterno;
não tem a essência sublime, divina, capaz de florescer afeição, devoção ou compaixão.
Diferentemente, o amor, correspondido, traz a paz, a segurança, ambiente terno,
nos mantém presos, atados a quem nos preencheu a alma e aquietou-nos o coração.

Apesar de também arrasador, o amor não tem o ímpeto da paixão,
que é efervescente, que nos remete à loucura, à insensatez, à imprudência,
ao retorno do passado, à juventude perdida, ofuscando a nossa razão,
pois aquele é puro, envolve sensibilidade, cumplicidade, cria dependência.

O amor, comumente, nos impõe sofrimento e dor, leva-nos às lágrimas ardentes,
e, quase sempre, ao tempo não resiste, morre por falta de amor, indiferença.
É o próprio amor se matando, cometendo suicídio sentimental, coisas incoerentes.
Um grande vazio ocupa seu espaço e, aos antes amantes, resta a malquerença.

Morrer nem sempre significa o fim, mas pode ser um novo início, uma esperança.
A semente para florescer há de morrer, ato de uma nobreza sem par,
pois se o chão é fértil, tal um coração recuperado das cinzas, sem má lembrança,
sem soluços, com altivez, sem pressa, há de um novo amor reconquistar.

A paixão, além de tudo, não se mata, não nos maltrata, não nos causa dor, só emoção.
A chama vai se esvaindo e, quando se dá conta, apaga-se sozinha, sem sofreguidão.
Recordações intensas deixando-nos e um coração pronto para novas emoções sentir,
com vigor, novas experiências buscar; isso é viver, é experimentar sem se ferir.

Sobre a obra

Paixão e amor. Um nos inflama, um furor de sentimentos de excitação, delírio e frenesi. O outro, também intenso, como a paixão, mas extrapola para um sentimento mais duradouro, dependente e que não se sobrevive por si só. É limitante e, muitas vezes, decepcionante. Viver um ou outro, o importante é viver intensamente.

compartilhe



informações

Autoria
SAAVEDRA VALENTIM
Ficha técnica
Raios de loucura em sua lucidez, e lúcido nos seus momentos de loucura.
Downloads
213 downloads

comentários feed

+ comentar
marilia carboni
 

Obrigadopelo convite...amei estar aqui te lendo!!! A M E I !!!!!!!!!! Volto p votar c certeza! !!
Parabéns!!!!

marilia carboni · Londrina, PR 26/5/2008 23:43
sua opinião: subir
Saramar
 

Saavedra, creio que você, em lindos versos, mostrou o quanto ambos os sentimentos são neessários à vida, cada um com sua torrente de emoções, cada um nos tirando do vazio: o amor, para sempre, a paixão por algum tempo.
Sim, o amor provoca dor, mas como viver sem amar?

Lindo, completo, emocionante.
Gostei demais.

beijos

Saramar · Goiânia, GO 26/5/2008 23:58
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Querido Saavedra:

Singular e inefável as conseqüências de cada envolvimento amoroso. Seja ele apaixonado ... Apaixonante ... Amoroso ... Há de vivê-lo intensamente e torná-lo eterno em cada instante.

Muito boa reflexão de menino ...

Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 27/5/2008 00:05
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

Opssssssssssssssss!!!!!!!!!!!!!

A imagem está perfeita!!!!!!!!!!!

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 27/5/2008 00:06
sua opinião: subir
Leandro F. de Paula
 

Poema muito dialético. Senti ao ler, como em alguns outros poemas, um fundo de "eterno retorno"...Muito bom!

Voltarei depois.

Leandro F. de Paula · Curitiba, PR 27/5/2008 00:14
sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

Saavedra
O que é o Homem meu amado, o que é o Homem... E quais são as reais veredas da razão. Estou aqui refletindo nesse começo de madrugada onde tuas palavras tentam cair como bálsamo no travo da amargura. Será melhor viver a louca e eufórica efemeridade da paixão ou se enveredar no caminho de dor e lágrimas que quase sempre nos conduzem o amor. Se ao menos me fosse dado o direito de escolher. Mas o Amor arma seus laços e espreita em silêncio numa esquina qualquer do coração. O Homem cai. É fato. Ele é presa fácil e segue condenado a fragua desse amor. O efêmero busca o eterno. Quisera da vida somente a volúpia, a efervescência, o deleite na “lava ardente” da paixão...

__ “A semente para florescer há de morrer” __

Mil beijos na sua linda alma.

Se me permite, deixo pra ti:

__ANSEIO__

Um desejo
Aflora à pele
Uma nota de amor
Um vislumbre
Um anseio
Anelos de flor e perfume
Num campo inóspito
O rebento
De um fruto seco
Sonha primaveras

(Cherry Blossom)

Cherry Blossom · Dracena, SP 27/5/2008 00:57
sua opinião: subir
fatima queiroz
 

Que capricho! Parabéns!

fatima queiroz · Santos, SP 27/5/2008 01:26
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Saavedra,
Passando para ler teus versos.
Beijos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 27/5/2008 02:38
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Para alcançar o amor, certamente temos que percorrer as veredas da paixão.
A paixão sobrevive sem o amor, mas o amor sem paixão é um tédio, é preciso que a paixão esteja sempre presente para manter acessa a chama do desejo que aciona todos átomos de nosso corpo e a alma revigora.

Muito bom, meu querido e talentoso amigo. Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 27/5/2008 04:32
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Será que a paixão é assim mesmo?
Olha o retrato me pareceu as imagens que se tem da "Emanação de Iemanjá".
Depois volto,
um abraço
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 27/5/2008 06:40
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Paixão.
Arrebatamento dificil de lidar.
Muito bom seu poema.
Estarei presente na votação.
Estou em edição:

http://www.overmundo.com.br/banco/sono-dos-justos

Um abraço
Eg

EdimoGinot · Curitiba, PR 27/5/2008 08:32
sua opinião: subir
Hideraldo Montenegro
 

Paixão é fogo!
Cuidado para não se queimar! Aliás, só vale se queima, se arde, se nos incendeia.
Mas, fazer literatura é muito difícil. Penso, não é o que falamos que importa, mas como o falamos. Ou seja, em literatura a forma é decisiva. É ela que define o que é literatura. Não basta dizer te amo, por exemplo, mas como o dizemos. Poesia é essencialmente estética. É a forma que determina o que é poesia e o que é prosa. Um verso (cada verso) precisa ser pensado, de preferência sintetizado (claro que isto é uma opinião pessoal). Porém, independente da proposta estética (livre, por exemplo), é uma proposta estética que precisa ser dominada. Ou seja, não basta dizer o que sentimos. O que define literatura é como dizemos o que sentimos, mesmo que esta rompa padrões estabelecidos, afinal, em arte nada pode ser fixo esteticamente.
Penso que um verso tem que conter a idéia de forma sintetizada, suscitada. Uma imagem pode abrir multidões de idéias.
Contudo, o exercício de escrever, não importa como, é um grande exercício de desenvolvimento e descoberta interior, ou seja, sempre contribuirá com nosso crescimento pessoal e isto é excepcional e fundamental.
Parabéns

Hideraldo Montenegro · Recife, PE 27/5/2008 10:09
sua opinião: subir
raphaelreys
 

A paixão e o grito da alma em busca de sua outra parte. Um instante, um gesto, uma palavta pode desencadear o fogo de uma paixão. Guerras já foram feitas em nome desse atalho da luxúria! Pteros, o deus alado dá as assas para o coração voar!

raphaelreys · Montes Claros, MG 27/5/2008 10:20
sua opinião: subir
Carlos Parrini
 

Maravilha! Parabéns! Como sempre arrazando. Um grande abraço amigo.

Carlos Parrini · Rio de Janeiro, RJ 27/5/2008 10:23
sua opinião: subir
alcanu
 

Essa paixão tá muito forte, muito marcante, esmiuças muito bem esse sentimento tão conhecido por todos nós, só varia o grau de intensidade devido às experiências vividas, absorvidas e sobrevividas !
Parabéns, na veia !
Um forte abraço de seu irmão poeta, cronista e fã do M*A*S*H !

alcanu · São Paulo, SP 27/5/2008 11:09
sua opinião: subir
ANIBAL BEÇA
 

Um belo texto sobre a paixão. Voltarei para reler e votar.

Abraço amazônico

ANIBAL BEÇA · Manaus, AM 27/5/2008 12:30
sua opinião: subir
Nydia Bonetti
 

Mais um belo trabalho, Saavedra.
Abraço,
Nydia

Nydia Bonetti · Piracaia, SP 27/5/2008 13:44
sua opinião: subir
Ailuj
 

Viver uma paixão é muito bom quando se tem plena certeza da reciprocidade,mas do contrário é angustiante,tira o sono,tira a fome
Só quem já viveu é que sabe o que significa a ãnsia da espera do corpo amado,a vontade de saciar uma sede sem fim
Prefiro o amor,que dá ´paz,dá sossego
Um beijo e voltarei

Ailuj · Niterói, RJ 27/5/2008 15:19
sua opinião: subir
victorvapf
 

As vezes existem separações em que os dois são apaixonados...Sem motivo se separam e a paixão consome num primeiro instante, mas em compensação consome por uma eternidade! rsrsrsr. Não se pode enquadrar uma paixão. Cada caso e um caso. Muito bom seu poema, fico devendo os votos merecidos...abraços

victorvapf · Belo Horizonte, MG 27/5/2008 16:29
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Saavedra Valentim · Vitória (ES) ·
A PAIXÃO

Poesia bacana mas, náo pode se deixar pegar numa vida de aventuras e paixóes sem fim, porque a vida tem um fim e como fica o fim? Acaba só?, Acaba Todo mundo só?

Destaco estes versos que são muito especiais.

......Uma paixão quase sempre é efêmera; poucas transcendem para sentimento eterno;
não tem a essência sublime, divina, capaz de florescer afeição, devoção ou compaixão.
Diferentemente, o amor, correspondido, traz a paz, a segurança, ambiente terno,
nos mantém presos, atados a quem nos preencheu a alma e aquietou-nos o coração
Isso é de muita responsabilidade porque pode fazer a pessoa levar uma vida inteira de amor e com ela atingir a eternidade e ou, pode viver aventuras e ficar com fama de uma pessoa de amores e de paixóes sem parar.
Nem muito ao Mar nem muito a Terra.
Tem uma Deputada Baiana com o nome de Olivia santana que disse; A Gente Constrói o sentimento. A gente pode amar quem merece e náo amar a quem náo merece.
É só ter consciéncia que todos temos e construir o sentimento.

Com a Velhice e a Morte, o amor acaba ou é a partir dai que vai viver a eternidade?
Tem Fé no Cristo que esta vida é só passagem e, a vida mesmo é a outra ou acha o que?
Achei muito legal.
Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 27/5/2008 16:36
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Parabéns meu caro, poema sóbrio com requintes de quem conhece a fundo o tema, como muitos, só que não conseguem expressar de tão perfeita maneira. No final das contas, nos movemos pelo prazer, seja ele em que nível for, e nocaso, do amor e da paixão, costumamos delegar o maior tempo de nossas vidas, que jogue a pedra quem não age assim. O Amor é um sentimento como a paixão, com suas peculiaridades como você muito bem desenvolve em seu texto, e, como sentimentos que são, origianm sentimentos respectivos, não necessariamente o mesmo. O que achei muito interessante é que, muito bem lembrado, o coração bem cuidado se refaz e está sempre famélico de novas experiências, quiçá a última, mas daí já é fantasia....Mais uma vez parabéns e um abração.

Cristiano Melo · Brasília, DF 27/5/2008 18:43
sua opinião: subir
Lena Girard
 

Ah, menino, mas quando aliamos os dois... Que marvilha!!!
Texto maravilhoso!!! Amei! Beijos. Vo(l)to.

Lena Girard · Belém, PA 27/5/2008 21:20
sua opinião: subir
ana wagner
 

Ótimos versos! Parabéns amigo!
Abraço.

ana wagner · Porto Alegre, RS 27/5/2008 22:01
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Saavedra, amor que maltrata, que não resiste ao tempo e morre por indiferença não é digno de ser chamado amor.
Abraços.

Sônia Brandão · Bauru, SP 27/5/2008 22:32
sua opinião: subir
zilka jacques
 

Amor...paixão...essencial e definitivo em nossas vidas. Parabéns amigo.
Beijos

zilka jacques · Porto Alegre, RS 27/5/2008 22:42
sua opinião: subir
Patipetista
 

Viver sem paixão, melhor morrer...

Amei !

Patipetista · Santo André, SP 27/5/2008 23:08
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Marília,
Obrigado querida, vc é muito gentil.
Bjs

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:26
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querida amiga Saramar,
Realmente necessitamos dos dois sentimentos. Quando conseguimos unir os dois sentimentos, ai o amor perdura, pois a paixão mantém a sua chama acesa. Obrigado
Bjs

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:29
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Minha Querida Lili,
Como sempre me prestigiando, juntamente com todos os nossos amigos. Estamos virando uma comunidade muito legal.
Essa seria um tipo de paixão.
A paixão pela arte, ou o amor verdadeiro?
bjs

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:31
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Obrigado amigo Leandro,
O fim de um amor ou de uma paixão sempre haverá um retorno de nossos corações a um, ou aos dois sentimentos.
Abraços

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:33
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querida Cherry
Mexer com poeta dá nisso. Deixou-me duas obras, uma reflexão e um lindo verso.
Obrigado pela sua colaboração.
Bjs

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:35
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Fátima, Regina, André e Edmo,
Obrigado queridos...
Bjos no coração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:38
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querido amigo Falcão,
Concordo plenamente com você. A paixão, no meu entender abrange também o chamado "amor platônico". Isso pra mim não é amor, pois ele não existe por si só, unilateralmente. O "amor unilateral é paixão aguda. Então, como disse apropriadamente, o amor sem a paixão ( o combustível, que mantém a chama) é realmente um tédio. Por isso,que na comparação que fiz, afirmo que o amor morre, se mata. Porque ninguém vive somente de amor, uma vez que este cria vinculo, cria depedência. E essa situação fica um marasmo sem algo mais que incedeie a relação.
Obrigado amigo, sempre prestigiando-me
Bjso no coração poeta.

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:47
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Caro amigo Hideraldo,
Sem dúvida, fazer literatura não fácil. Eu venho, há muitos anos, enveredando por esse caminho. Ainda tenho uma longa estrada para caminhar até chegar onde estar a sapiência dessa arte. Concordo, que o poema deva ser sintético e muitas vezes surealistas, expressando as idéias de forma simplificada. Ainda não aprendi a fazer isso, pois sinto uma necessidade imensa de esmiuçar o assunto que abordo. E, digo mais, na maioria das vezes, o texto já me vem pronto na mente. Apenas me permito algumas alterações aqui e ali, com o cuidado de não perder a sua essência.
Aqui você disse tudo:"Contudo, o exercício de escrever, não importa como, é um grande exercício de desenvolvimento e descoberta interior, ou seja, sempre contribuirá com nosso crescimento pessoal e isto é excepcional e fundamental."
Obrigado por seu comentário. Pode crer que contribuiu muito para o meu aprimoramento.
Abração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 27/5/2008 23:55
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Bem lembrado meu amigo Raphael,
Inclusive a Gerra de Atenas e Troia, que teve como fundo o rápto de Helena por Páris, príncipe de Troia. Helena era mulher de Menelau, rei grego. Paixão, amor? não tiveram tempo de saber, pois o amor se revela verdadeiro somente com o devido tempo.
Grato meu amigo.

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 00:03
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Carlos, Anibal, Nydia
Todos muito queridos e muito gentís.
Bjos no coração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 00:04
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Grato Alcanu,
Realmdente quando vivo um sentimento, faço-o com muita intensidade. Por isso meu texto é intenso.
Bjos no coração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 00:06
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Obrigado Ailuj, Cristiano, Lena, Ana, Sônia, Zilka, Patipetista.
Queridos vocês só me incentivam a escrever cada vez mais.
Obrigados pelas suas palavras amáveis.
Bjso no coração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 00:09
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querido Azuir,
Nesta minha visão, que separa os dois sentimentos, mas que também os une, visto um alimentar a chama do outro. Quem percebe isso e vive intensamente os dois sentimentos se complementando, poderá ter um amor sem fim, pela eternidade. Mas, após muito tempo, se não alimentado, morre. Os parceiros, apesar do carinho que demonstram um o outro, pode ter si transformado em apenas uma amizade. E na insegurança de se perderem um ao outro poderá ser pior que partir para uma nova aventura, passam a viver uma situação onde não se conhece mais as volúpias de outros tempos. Vi, recentemente, a comemoração de um casamento de 80 anos e, a noiva tendo sido perguntada se houvesse uma nova vida , ela se casaria novamente com o mesmo homem ela prontamente disse que sim. Mas quando a mesma pergunta foi feita para o marido, ele perfeitamente lúcido, respondeu: tá louco, prá uma vida já basta e já saturou. Em outra vida se tivessa iria procurar outra que fosse mais impetoasa, mais emocionante, com mais volúpia que lhe desse mais desejo. E que ele sempre separou sua mulher e suas paixões, que teve aos montes.
Então não existe um regra fixa. Apenas expressei o que sinto com respeito a esses dois sentimentos avassaladores, mas cada um com a sua característica.
Grato amigo.
Bjos no coração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 00:22
sua opinião: subir
Valéria Geremia
 

Valentim...
você fez, em seus versos, um verdadeiro tratado sobre o amor e a paixão. Explicou o que sentimos e não entendemos... rs, muito bem!
Concordo com o Falcão. O amor precisa da paixão. E precisamos nos arriscar a nos ferir para tentar ser feliz...
Abraço!
Convido-o a visitar minha poesia em votação "... porque o mundo é redondo..."

Valéria Geremia · Fortaleza, CE 28/5/2008 01:29
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Saavedra,
Votado.
Sucesso.
Beijos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 28/5/2008 02:04
sua opinião: subir
Regina Lyra
 

Saavedra,
Perdão. Já havia comentado.
Atrapalhei e pensei estar em votação.
Estou prestes a viajar e estou toda atrapalhada. rs...
Aguardarei...
Beijos,
Regina

Regina Lyra · João Pessoa, PB 28/5/2008 02:06
sua opinião: subir
ANIBAL BEÇA
 

Saavedra, belo texto apaixonado. Quer dizer que os capixabas são assim quando o assunto é paixão...

Convido-lhe a leitura:

http://www.overmundo.com.br/banco/no-paladar-da-paixao

Abraço amazônico

ANIBAL BEÇA · Manaus, AM 28/5/2008 09:22
sua opinião: subir
MaluFreitas
 

Uma doce ou louca paixão tem que vir acompanhada pelo vício em tê-la de novo e depois nem sempre vira amor. Delíca explode e percorre o corpo que arde sem queimar.
Doce vício que emana de corpos em corpos. Sem nunca saciar. Passa e deixa seu rastro no ar. Depois tudo volta ao normal, e as almas procuram outra para amar!
Saiu agora quentinho do forno pra ti! bjokas Malu!
PS: Essa vou editar...rs.

MaluFreitas · Salvador, BA 28/5/2008 10:24
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querida Regina,
Sua presença aqui será sempre mais doce, se visita for dobrada.
Bjos

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 20:21
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querida Valéria,
Às vezes tenho demorado um pouco para visitar os trabalhos dos overamigos, porque meu filho está terminando sua tese de Doutorado e tem ocupado o computador quase na totalidade do tempo, que tenho disponível para usá-lo. Por isso perdôe-me se não chegar a tempo para votar antes da publicação. Mas com certeza irei fazê-lo de qualquer maneira.
Obrigado pelas palavras generosas sobre meu modesto texto. É assim que vejo os dois sentimentos, aque às vezes se fundem, por terem, até certo ponto, os mesmos sintomas. Realmente, o sensível amigo Falcão fez uma observação muito relevante, pois a paixão jutnamente com o amor, é o fogo Olímpico: Não se apaga nunca!
Bjos

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 20:28
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Caro Aníbal,
Eu, na realidade sou Mineiro, criado no Rio de Janeiro e hoje resido em Vitória-ES. Eu adotei o ES como minha segunda terra, pois sou apaixonado por estas paragens.
Mas posso lhe afirmar que "Mineixaba" se sente dessa forma com relação ao amor e a paixão.
Irei visitar o seu trabalho meu amigo, pois sempre nos reserva coisas magníficas.
Abração

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 20:31
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Querida Malu,
Obrigado por esses versos tão magnificamente inspirados. É uma sensibilidade a toda prova.
Quanto ao vício, querida, a paixão vicia e, quem já conviveu com ela, quer sempre repetir, pois é uma adrenalina só.
Avise quando editar esses versos, que estarei lá.
Bjs

Saavedra Valentim · Vitória, ES 28/5/2008 20:35
sua opinião: subir
Raiblue
 

Querido Saavedra....

Vc consegui explicar muito bem o que, às vezes, parece-nos inexplicável...adorei!
Acho que paixão é o que nos move...em tudo...nas relações ...no trabalho...em qualquer área...se não há paixão.....tudo tende a não dar certo...a morrer...inclusive o amor... É importante mantermos a chama acesa sempre....,quando essa luz se apaga, é hora de se pensar em novos rumos...novos projetos....

Parabéns,muito valiosa sua poesia!
um beijo azulzen...
Rai...blue

Raiblue · Salvador, BA 28/5/2008 20:36
sua opinião: subir
Raiblue
 

Ah...super linda a imagem....poética demais!!
bjks...

Raiblue · Salvador, BA 28/5/2008 20:37
sua opinião: subir
brigitte
 

Saavedra, amor é fogo que arde sem se ver; é ferida que dói e não se sente; é um contentamento descontente; é dor que desatina sem doer(Camões).
Não posso conceber amor sem paixão, e vice-versa. O tempo se atreve a colunas de mármore e até aos corações de cera.
Amei seu poema!
Abraços!

brigitte · Goiânia, GO 28/5/2008 20:38
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

Começo a votação, bjos.

Cristiano Melo · Brasília, DF 28/5/2008 23:01
sua opinião: subir
Cristiano Melo
 

desculpe,...abraços, errei. abração

Cristiano Melo · Brasília, DF 28/5/2008 23:02
sua opinião: subir
Carlos Parrini
 

Poxa! Que privilégio ser o primeiro a votar nessa maravilha. Abraços e sucessos.

Carlos Parrini · Rio de Janeiro, RJ 28/5/2008 23:03
sua opinião: subir
Leandro F. de Paula
 

Votando novamente.

Leandro F. de Paula · Curitiba, PR 28/5/2008 23:04
sua opinião: subir
Leandro F. de Paula
 

Novamente Não! hahuaha...errei também.

Leandro F. de Paula · Curitiba, PR 28/5/2008 23:04
sua opinião: subir
marilia carboni
 

Votado!!!! Bjs...

marilia carboni · Londrina, PR 28/5/2008 23:41
sua opinião: subir
Aepan
 

Excelente...
Airton
Estrela-RS

Aepan · Estrela, RS 28/5/2008 23:52
sua opinião: subir
EdimoGinot
 

Saavedra

Cheguei para o voto.
um abraço
EG

EdimoGinot · Curitiba, PR 29/5/2008 00:29
sua opinião: subir
Falcão S.R
 

Retornando e votando. Abraços

Falcão S.R · Rio de Janeiro, RJ 29/5/2008 00:32
sua opinião: subir
JACK CORREIA
 

Vejo que você tem o dom das palavras em qualquer forma que elas venham: crônica, poesia... O sentimento aqui está muito bem definido, só não concordo com uma parte no final, porque a paixão maltrata! Dói pra "dedeu"! Mas tudo depende da forma em que ela se manifesta em cada um. Abraços.

JACK CORREIA · Crato, CE 29/5/2008 00:38
sua opinião: subir
Saavedra Valentim
 

Jack
Eu sei que dois e muito. Mas eu não disse que a paixão não doi. Ela, no meu entendimento, como não é eterna, ela passa como um vendaval, deixa suas marcas e vai embora como veio. Assim, ela nos deixa prontos para uma nova experiência. Ela nos marca mas não nos fere como o amor.
Obrigado pelas suas palavras gentís.
Abraços

Saavedra Valentim · Vitória, ES 29/5/2008 00:50
sua opinião: subir
Cherry Blossom
 

Beijo e voto!

Cherry Blossom · Dracena, SP 29/5/2008 01:10
sua opinião: subir
Adroaldo Bauer
 

Vive-se apaixonadamente um amor, um poema que deseja ser leito da poesia e tê-la firme entre dentes, sorridente e feliz.
Também se amo doce e delicadamente uma paixão desabrida, conquistada à força dos ventos que sopraram ralos e se fizeram vendaval ensadecendo a calmaria.
E maria, ela, ele só um João, estão enlevados pelas correntezas etéreas. Flutuando aos acasos, de um caso que surgiu por que se fez por ser.
Uma quer ser deusa outro quer ser divino.
E são homem e mulher, nos limites da razão.
E paixão os move e amor os contém, e envolve.
E vão-se, hora por hora, em orações secretas se revelando sem parcimônia, um pouco tanto, até volúpia, no balanço do tempo, sempre escasso, como se a vida já desimportasse no demais.
E mesmo importa menos, ainda que cobrem, elas, as circunstãncias da existências, dores, ais, sofrimentos aos corpos, às carnes, aos sentimentos com o demais das realidades sempe trágicas à demasia, cruas.
São apaixonados e amantes.
Amor os move, paixão os acelera.
Um quer ser mais para o outro e quer a outra pessoa sendo mais para si e em si, sendo assim que o amor apaixona e a paixão os conduz ao amor.
É terno, e exaspera. E esfuziante, espera. Luminoso, rompe as cinzas turbidezes. Redentor, redime e regenera, a mulher, o homem, as relações de pessoas em idílio, sim, voluntarioso, mas idílio... até enquanto exista, que existindo por um átimo que seja, perene já é.
Penso assim, por enquanto, Saavedra.

Adroaldo Bauer · Porto Alegre, RS 29/5/2008 02:10
sua opinião: subir
clara arruda
 

Eu sempre me atrapalho rsrs Leio voto e esqueço de comentar.Aqui deixando meu voto e todo o meu carinho.

clara arruda · Rio de Janeiro, RJ 29/5/2008 10:34
sua opinião: subir
Lili_Beth*
 

VO(L)TANDO Querido Saavedra!!!
Paixão_Amor
Verdadeiros
Arte de fato!

Beijos_Meus*
*

Lili_Beth* · Rio de Janeiro, RJ 29/5/2008 10:46
sua opinião: subir
Sandra Fonseca
 

Amigo poeta,
Paixão ou amor, ambos podem nos arrebatar ao céu ou nos punir com o inferno. É "Chama que arde sem se vê, ferida que dói e não se sente" como no belo poema de Camões.
Voltando e votando.

Sandra Fonseca · Belo Horizonte, MG 29/5/2008 18:22
sua opinião: subir
Raiblue
 

Vo(l)tando,querido...
bjks azuis...
Rai...blue

Raiblue · Salvador, BA 29/5/2008 20:55
sua opinião: subir
Dorita
 

Querido poeta, este mundo é duo e nada melhor que viver o amor e a paixão cada qual ao seu tempo. Por mim, quero viver apaixonadamente o amor em todas as suas nuances. Sofrer e viver por amor, é viver perigosamente e é assim que quero viver até o último suspiro, apaixonada pelo amor.Beijos querido poeta

Dorita · São Paulo, SP 29/5/2008 21:09
sua opinião: subir
carlos magno
 

Que beleza de texto, amigo Saavedra. Gostei imensamente desse papo gostoso sobre amor e paixão. Meus sinceros aplausos e abraços.
Carlos Magno.

carlos magno · Rio de Janeiro, RJ 29/5/2008 23:12
sua opinião: subir
azuirfilho
 

Saavedra Valentim · Vitória (ES)
A PAIXÃO
Também estou vindo Rápido para exercer a felicidade do voto num Trabalho de beleza e fundamentação profundamente poderosa.
Verdadeiro Debate.
Parabéns Voto de Louvor.
Abração Amigo

azuirfilho · Campinas, SP 30/5/2008 00:18
sua opinião: subir
Andre Pessego
 

É. a corridona do trampo remunerado so me deixou quebrar o lacre do secreto agora. Meio frio aproveitei para reler,
um abraço
andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 30/5/2008 20:36
sua opinião: subir
Sônia Brandão
 

Só agora pude vo(l)tar.
Beijo.

Sônia Brandão · Bauru, SP 31/5/2008 02:16
sua opinião: subir
graça grauna
 

....parabens! Votadíssimo!

graça grauna · Recife, PE 2/6/2008 13:06
sua opinião: subir
Cintia Thome
 

A paixão é quente, o Amor morno é sempre bom....Belo texto.ab

Cintia Thome · São Paulo, SP 4/6/2008 11:39
sua opinião: subir
Elliana Alves
 

a chama que não morreu!
é bem definido a paixão...

bjsssssssss e boa noite!

Elliana Alves · Petrolina, PE 18/6/2008 19:31
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

baixar
pdf, 3 Kb

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados