Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Banho em Saramém e na Resina sob as bênçãos de São Francisco

Marco Vieira
1
Thiago Paulino · Aracaju, SE
22/12/2008 · 91 · 12
 

Existem dois pedaços de paraíso no município de Brejo Grande (no extremo litoral norte sergipano a 137 km da capital Aracaju). Todos dois abençoados pelas águas do São Francisco. Saramém e Resina são comunidades localizadas a poucos quilômetros da foz do Velho Chico.

Se o período for de chuvas, na região do médio e alto São Francisco, as águas do rio se tornam ainda mais doces. Independente disso, um banho nelas renova qualquer alma cansada. Para chegar em Saramém é preciso utilizar a estrada que vai ao Povoado de Brejão dos Negros e seguir em frente até alcançar as margens do Rio São Francisco. A entrada do povoado situa-se alguns quilômetros antes da sede de Brejo Grande.

A região de Saramém é composta por um pequeno povoado e vai até a beira do rio. Ao seguir pela direita nas margens do São Francisco chega-se a uma pequena vila de pescadores tradicionais, conhecida como Resina. A comunidade por lá resiste e sobrevive tirando o seu sustento do rio, através da pesca de camarões em lagoas naturais e cultivando pequenas hortas.

A beleza da beira de rio ao amanhecer na Resina compõe uma obra-prima da natureza. Difícil de descrever, fácil de apaixonar-se quando apreciada com atenção. O rio hipnotiza pelo seu azul e parece ter um canto próprio (diferente do canto das sereias) que chama para um bom banho. Os banhistas mais afoitos, no entanto, devem tomar os devidos cuidados. Não ir muito ao fundo, reconhecer que valentia não é igual à resistência ou à perspicácia de nadar grandes distâncias. Mas com segurança, as águas calmas do São Francisco sabem também acariciar qualquer pessoa.

“Aqui embaixo tinha uma rua, igreja e casas”

Dita em cima de uma canoa e na metade do São Francisco depois de sair de Saramém, essa frase é do pescador Zinho. Seu parceiro de barco e companheiro de pesca, Marreta, confirma com a cabeça.
Da prainha Saramém pode-se partir em pequenas canoas na direção da Foz do São Francisco até o povoado do Cabeço¹ ou, ao menos, o que sobrou dele. Maior parte do povoado está hoje submersa nas águas do mar. Uma das causas foi o forte impacto do represamento do Velho Chico com a construção da Hidrelérica de Xingó a muitos quilômetros dali. As águas perderam a força na foz e o mar avançou cobrindo ruas, casas e igreja. Hoje alguns moradores resistem na parte não atingida e outros migraram para o povoado de Saramém.
Para um observador atento, as canoas são uma atração. Algumas pintadas com detalhes de sereias, santos e cores fortes que contrastam com o azul do rio. Os nomes são os mais diversos. Na minha ida segui pela embarcação “Boca Juniors” (sorte que não foi nenhum time brasileiro que afundou para uma série abaixo) que pertence a Zinho. Marreta me informa que já teve uma chamada “Banda Mel” e hoje pilota a “Pele Morena”. No caminho pode-se avistar ainda “Filho Único”; “Espaço Fama” ; “Bonde do Maluco” e outras variadas.

O passeio de barco, vale pela cinematográfica imagem do antigo Farol do Cabeço. Antes utilizado para guiar as embarcações em alto mar, hoje ele vela a cidade submersa. Sua inclinação lembra a Torre de Pisa e é o que restou de boa parte do povoado do Cabeço. Uma beleza surreal, mas também símbolo da reação da natureza a uma ação humana.

____

Confira também aqui no Overmundo sobre o Cabeço a colaboração de Lu Almeida

onde fica
Para chegar a Saramém e Resina – partindo da capital Aracaju - segue-se pela BR-101 até o posto da Polícia Rodoviária Federal e entra à direita pegando a SE 304 em direção a Neópolis. Continua pela estrada até um trevo no município de Japoatã. Pega, então, à direita novamente pela SE 202. Passa pelo município de Pacatuba. Antes de chegar na cidade de Brejo Grande, deve-se entrar ao acesso do povoado de Brejão dos Negros (à direita existe uma sinalização), passa por ele e segue em frente até a beira do rio. Lá é a Prainha do Saramém e à direita está a Resina.
por que ir
Um mergulho em um rio é algo que cada ser humano vivente no planeta Terra deveria fazer ao menos uma vez na vida. Mergulhar no São Francisco é um grande privilégio que esses dois lugares proporcionam. Para fazer um passeio até a Foz do São Francisco, conversar com pescadores tradicionais, escutar suas histórias sobre a vida, histórias do rio, do mar e seus encantos.

quando ir
Qualquer época do ano.
quem vai
Pescadores artesanais e esportistas, moradores da região, aventureiros, pessoas apaixonadas pelo Velho Chico e pela natureza de uma forma geral. Aqueles que querem conhecer de perto o Cabeço e seu farol.
quanto custa
O acesso ao rio e seus banho são presentes do Criador.
O passeio varia de acordo com o tipo de canoa e a conversa com o pescador (pode custar de 15 a 30 reais)

comentários feed

+ comentar
Marco Vieira 1
 

Excelente dica Thiago! Lugar de encher os olhos e, principalmente, a alma.
Dê uma olhada só no "séria abaixo", valeu?

Grande abraço!

Marco Vieira 1 · Aracaju, SE 18/12/2008 21:02
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Helena Aragão
 

Também sou do time que acredita nos efeitos miraculosos de um mergulho de rio... Num lugar desses então, deve curar qualquer mau humor. Que beleza de dica, que beleza de lugar! Abs

Helena Aragão · Rio de Janeiro, RJ 19/12/2008 17:23
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Ilhandarilha
 

Além da dica maravilhosa, vc nos dá essas imagens lindas! Parabéns pelas fotos.

Ilhandarilha · Vitória, ES 20/12/2008 22:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Thiago Paulino
 

As fotos são de Marco Viera.. o Dom Markito... sou suspeito para comentar.. mas trasnmito a ele os seus parabéns. Valeu Ilha!

Thiago Paulino · Aracaju, SE 21/12/2008 01:37
sua opinião: subir
graça grauna
 

bela iniciativa. Bjos.

graça grauna · Recife, PE 21/12/2008 10:10
sua opinião: subir
Zezito de Oliveira
 

Thiago,
A primeira impressão que tive foi: UAU! Que paisagem bonita e nas fotos menores as crianças tomando banho de rio, a alegria de lembrar de algo que gosto muito.
Depois lerei o texto com atenção, continue seguindo esta trilha - revelar as belezas de Sergipe para o mundo, sem esquecer de lembrar que é preciso cuidar/lutar para não destruirmos o paraiso por completo.
Beleza e Justiça se abraçando! Sonho do Deus de todos os nomes e de todas as cores, tornado realidade através das belas paisagens que merecem contimuar sendo.A

Abrs,

Zezito de Oliveira · Aracaju, SE 21/12/2008 11:46
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Esther Alcântara
 

Lindo, lindo, lindo!
Boa dica mesmo. Dá uma vontade imensa de estar lá e de se banhar naquelas águas.
Abs.

Esther Alcântara · São Paulo, SP 21/12/2008 11:53
sua opinião: subir
N.Lym
 

Adorei a dica! Quanta saudade de pôr o pé na estrada! Quando avistei o São Francisco há um ano foi uma das maiores emoções da minha vida! Parabéns! Votadíssimo!

http://www.overmundo.com.br/banco/o-quarto-de-boneca

N.Lym · Fortaleza, CE 22/12/2008 02:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Marcelo Cabral
 

Que beleza Thiago, qualquer dia vou fazer este passeio pela margem sergipana da foz do São Francisco. Creio que cruzando o rio por Penedo chego em Brejo Grande.
Realmente, um mergulho nesse rio lava a alma do sujeito.
Abraço, ótima dica!

Marcelo Cabral · Maceió, AL 22/12/2008 10:14
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Thiago Paulino
 

Pessoal,

Valeu os elogios.. eles serão repassados pelo grande amigo e fotógrafo Marco Vieira e para o Velho Chico (próxima vez que mergulharei em suas águas).

Grande overmano alagoano Marcelo,
Acreditoque fica mais perto também você sair de Piaçabuçu... vale a pena conhecer a área.

Abraço a todos.

Thiago Paulino · Aracaju, SE 22/12/2008 11:58
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
THOMASMORO
 

Amigos ligados do blog overmundo!... a minha infancia foi neste paraiso até os meus dez anos, depois por força da necessidade tive que ir para a capital Aracaju. onde me tornei funcionario publico e hoje estou aposentado e ao visitar de volta a minha infancia!... tudo destruido que decepção enchi meus olhos de lagrimas ao ver que por força de uns, outros perde um pedaço de sua historia como vemos o povoado cabeço destruido desta forma.Era conhecido como deputado do cabeço Filho de capuchinho e joanita.hoje conhecido subten Thomé da PMSE.

THOMASMORO · Nossa Senhora do Socorro, SE 8/1/2012 10:57
sua opinião: subir
THOMASMORO
 

THOMASMORO · Nossa Senhora do Socorro, SE 8/1/2012 11:03
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

zoom
Maria e suas amiguinhas se divertem no banho do Velho Chico na Resina zoom
Maria e suas amiguinhas se divertem no banho do Velho Chico na Resina
... Aí Jean e Elisa resolvem cair na água também... zoom
... Aí Jean e Elisa resolvem cair na água também...
Zinho e a  sua Boca Juniors zoom
Zinho e a sua Boca Juniors
zoom
Farol do Cabeço velando as casas debaixo' d'água... reação da natureza zoom
Farol do Cabeço velando as casas debaixo' d'água... reação da natureza

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados