Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Dialogando com os anjos nas fotos de "Cemitério"

Eugenio Paccelli
O fotógrafo Célio Dutra (ou Celim) posa ao lado de sua fotografia
1
Mi [de Camila] Cortielha · Belo Horizonte, MG
6/8/2007 · 196 · 18
 


Os anjos da belle époque ganham sexo, expressam a idade, brincam como crianças, refletem juventude, mas também sabem assumir (...) atitudes mais teatrais e melancólicas". (Valladares, 1972,p. 589).


Não foi por acaso que o fotógrafo Célio Dutra (que aqui no Overmundo é Celim) escolheu essa citação para iniciar o catálogo de sua exposição exposição fotográfica "Cemitério". No conjunto de 13 fotografias que apresenta, Celim mostra como esculturas congeladas no tempo podem ter expressões das mais diferentes, dependendo apenas do olhar que se coloca sobre elas.

Contando apenas com uma câmera digital "das mais comuns", Célio registrou imagens do Cemitério do Araçá em 2005 e manipulou - ou como prefere dizer, fez uma série de "brincadeiras" com elas para exibir outras possibilidades de constituição do olhar.

O resultado é que em "Cemitério" encontramos mensageiros de todos os tipos: o Anjo da Ressureição (Morte 1) que abre a exposição apontando para o céu com cores e recortes de pop art; a dupla de Anjos da Morte (Morte 2 e 3) que, em seus opostos, fazem meditar se são de luz ou de trevas; nos Anjos da Saudade (Morte 9, 11 e 12), o azul constante é a única coisa acima dos altivos anjos; e uma figura extremamente sensual se mostra na Morte 12, mesmo cheia de sombras.

Mas essa não é uma exposição só de fotos penduradas na parede. Instaladas no salão principal da Cemig, as fotos estão cercadas, mas não completamente: um muro branco delimita a área da exposição, mas deixa frestas abertas por sua extensão, relembrando o olhar cotidiano de relance que dedicamos a cemitérios e exposições de fotografia.

SERVIÇO
Exposição: Cemitério
Galeria de Artes CEMIG
Av. Barbacena, 1200 / Foyer / Santo Agostinho
Até o dia 8 de agosto
De 9h a 19h

compartilhe

comentários feed

+ comentar
Antonio Hermida
 

Maravilhoso :)

Antonio Hermida · Niterói, RJ 4/8/2007 15:55
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Mi [de Camila] Cortielha
 

Ainda faltou eu falar que o Célio também tomou conta da trilha que deve ser ouvida durante a visita à exposição. São cinco sons de autoria própria (todos publicados no Overmundo) além de performances de Elisa Freixo no órgão de Mariana.

Mi [de Camila] Cortielha · Belo Horizonte, MG 4/8/2007 22:21
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Andre Pessego
 

Legal, uma apresentação e uma reflexão bem atual, andre.

Andre Pessego · São Paulo, SP 5/8/2007 17:55
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
DaniCast
 

Eu adoro esculturas de cemitério. Nos cemitérios paulistanos existem verdadeiras obras primas de escultores magníficos. Adorei.

DaniCast · São Paulo, SP 6/8/2007 09:41
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Saramar
 

Muito bom!
Passei a me interessar por essas figuras desde que entrei aqui no Over. Todas que eu tive o prazer de ver são muito bonitas.
E agora, reconstruídas com o olhar do artista ficaram mais interessantes ainda.
Parabéns!
beijos

Saramar · Goiânia, GO 6/8/2007 09:58
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Cris Cavasotto
 

Seu trabalho é show!
Quando vem prá cá?
Abs

Cris Cavasotto · Santa Maria, RS 6/8/2007 10:15
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Remisson Aniceto
 

Oi, Camila.
Passei para votar e deixar meu apreço. Parabéns.
Meu poema "Para ver-te" esá na fila de votação. Dá uma passadinha?

Remisson Aniceto · São Paulo, SP 6/8/2007 13:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Tati MOTTA
 

Certamente irei para conferir, parece muito, muito interessante! Gostei!

Tati MOTTA · Belo Horizonte, MG 6/8/2007 14:32
sua opinião: subir
Sérgio Mitre
 

Dá-lhe Celim!!!
Sou suspeito pra falar...
Grande abraço e parabéns pelo sucesso!

Sérgio Mitre · Belo Horizonte, MG 6/8/2007 14:36
sua opinião: subir
dudavalle
 

O Pequeno Diconário Amoroso começa assim com a Andrea Beltrão fotografando cemitérios

dudavalle · Rio de Janeiro, RJ 6/8/2007 14:46
sua opinião: subir
Mi [de Camila] Cortielha
 

Pessoas, também esqueci de comentar que a cereja do bolo da exposição é o site www.cemiterio.art.br, a parte interativa da exposição, onde todo mundo é convidado a enterrar o que quiser!

Mi [de Camila] Cortielha · Belo Horizonte, MG 6/8/2007 15:14
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Genial a exposição e o site. Parabéns, Mi e Célio. O cemiterio.art.br, inclusive, é um verdadeiro poema conceitual, uma prova de que - a exemplo do Overmundo e outros - há vida inteligente na internet, sim, mesmo que paradoxalmente 'viva' num cemitério de bits. Muito bom mesmo. Também estive lá e não resisti: enterrei alguns de meus fantasmas. Que os anjos os guardem e os iluminem no cyberespaço. Amém.

Um abraço.

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 6/8/2007 17:21
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Nivaldo Lemos
 

Desculpem-me a discordância: onde escrevi "Genial a exposição e o site" leiam evidentemente: "Geniais a exposição e o site". Abraços.

Nivaldo Lemos · Rio de Janeiro, RJ 6/8/2007 17:23
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Felipe Obrer
 

Camila, já tinha recomendado o cemitério por aí. Quando conheci a oportunidade de enterrar fiquei embriagado. A idéia é muito boa mesmo. Sobre a exposição nem falo. Só deixo a sugestão aqui: enterrem também!

Felipe Obrer · Florianópolis, SC 6/8/2007 22:11
2 pessoas acharam útil · sua opinião: subir
FILIPE MAMEDE
 

Bacana esse lance de "re' inventar". Muito bom Camila.
Abraço.

FILIPE MAMEDE · Natal, RN 7/8/2007 10:31
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Walesson Gomes
 

Mi, eu sou meio louco, diferente, sei lá. Mais o que sei mesmo é que gosto muito de alguns cemitérios de BH. Bom fim, Saudade...são bacanas e lá existem maravilhosas obras de arte e sei que vc condorda comigo não é?!

Walesson Gomes · Belo Horizonte, MG 5/9/2007 21:21
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Mi [de Camila] Cortielha
 

Condordo demais, Walesson, o cemitério do Bonfim [bom fim ;)] é uma obra de arte, mas ainda não fui conhecer o da Saudade. :)

Mi [de Camila] Cortielha · Belo Horizonte, MG 5/9/2007 21:28
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir
Celim
 

Eu fiz uma série no Cemitério do Bonfim e pretendo fazer outra no Cemitério da Saudade...

Celim · Belo Horizonte, MG 15/9/2007 02:03
1 pessoa achou útil · sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

imagens clique para ampliar

zoom
zoom
zoom
zoom
zoom

áudio

Desconstrução da poesia

Instale o Flash Player para ver o player.

veja também

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados