Brasil.gov.br Petrobras Ministério da Cultura
 
 

Se o corpo dança, a mente dança?

1
Jonne · Campo Grande, MS
22/12/2008 · 84 · 4
 

Dança de salão faz os neurônios saltar? quem pensa que a dança só trabalha os movimentos do corpo, se engana e muito. Enquanto braços e pernas se mexem no ritmo da música, os neurônios também fazem a festa. Especialistas em neurologia afirmam que dançar faz bem para a mente, relaxa, ameniza o estresse. "Nas aulas de dança, as pessoas sorriem, extravasam as emoções. A dança funciona como uma exaustão emocional sabe. Por alguns instantes os alunos esquecem dos problemas modernos". Diz Ivan Sousa, professor de dança de salão.

Os benefícios da dança começam a ser sentidos de dentro pra fora. A professora de dança e bailarina Daniele Barilli diz que aprender a dançar é aprender um jeito de viver melhor. "Muitas pessoas demoram a perceber, mas eu observo que os alunos de dança com o passar do tempo, vão ficando mais alegres, soltos, vão soltando os bichos que tem dentro deles entende (risos). Explica Daniele Barilli.

Timidez, depressão, tristeza são problemas que podem ser tratados em aulas de dança de salão. Professores de dança são unânimes em dizer que a dança resgata o que a pessoa tem de melhor dentro dela. "Quem aprende a dançar se sente mais bonito, o rosto muda, o jeito de agir e pensar também". Afirma Ivan.

"'Eu louvo a dança, pois ela liberta o ser humano do peso das coisas, une o solitário à comunidade. Eu louvo a dança, que tudo pede e tudo promove; saúde, mente clara e uma alma alada. Dança é a transformação do espaço, do tempo e do ser humano. Eu louvo a dança! Ser humano aprenda a dançar! Senão os anjos do céu não saberão o que fazer de você'. Palavras de Santo Agostinho, ditas há mais de mil anos. A citação comprova que já faz muito tempo que a dança mexe com as pessoas. Ela seduz gerações desde que o mundo é mundo.

A dança envolve muito mais sentimento do que técnica. Durante as aulas, o maior desafio dos professores é estimular os alunos a transmitir a verdade por meio da dança. "É uma tarefa complexa, pois trabalhamos com diversos canais de percepção mental, além do aspecto lúdico e estimulante". Diz Ivan.

As aulas são trilhadas por músicas de vários estilos e ritmos. Os passos seguem o som que vem destas músicas. Passos são criados e decorados é dessa forma que a dança também melhora a memorização. Daniele e Ivan são testemunhas dos benefícios da dança para o bem estar mental. "A lista de coisas boas que a dança nos traz é extensa. Essa arte nos proporcionou mais alegria, prazer, bem estar, paz e tranqüilidade, nos deixou mais ativos, dispostos, até a memória esta melhor, esta mais rápida, lembramos dos acontecimentos com mais facilidade, nossa mente esta funcionando como a gente queria mesmo", diz Daniele muito satisfeita com os resultados da dança.

Sobre Daniele e Ivan
Ivan Sousa e Daniele Barilli, em junho deste, foram campeões de dança esportiva na IV copa da ESEF (escola superior de educação física) em Jundiaí, interior de São Paulo. O casal representou Mato Grosso do Sul em São Paulo.

Ivan Sousa é graduado em educação física e em administração de empresas. Iniciou a carreira de bailarino em São Paulo, dançando street dance no grupo Domínio. Passou pela academia Jazz In Company, onde aprendeu jazz e balé. Dançou forró e zouk no grupo Sol Nascente e é confederado e multiplicador da confederação brasileira de dança esportiva.

Daniele Barilli é graduada em pedagogia e atualmente cursa especialização em psicopedagogia. Daniele também é especialista em dança criativa e confederada e multiplicadora da confederação brasileira de dança esportiva. Ela estudou balé moderno por muitos anos e também estudou também dança esportiva com a renomada Bettina Ried (Bettina foi quem trouxe a dança esportiva para o Brasil).

compartilhe

comentários feed

+ comentar
graça grauna
 

...e vamos que vamos botar os neurônios pra dançar. Parabens pelo texto.

graça grauna · Recife, PE 18/12/2008 14:53
sua opinião: subir
Bruno Resende Ramos
 

Bom saber que a dança leve mais do que prazer e ludicidade. A saúde agradece.

Bruno Resende Ramos · Viçosa, MG 21/12/2008 10:49
sua opinião: subir
Jorge Daher
 

Votado!

Jorge Daher · Ribeirão Preto, SP 21/12/2008 22:17
sua opinião: subir
N.Lym
 

Ótimo texto! Votadíssimo!

N.Lym · Fortaleza, CE 22/12/2008 00:34
sua opinião: subir

Para comentar é preciso estar logado no site. Faça primeiro seu login ou registre-se no Overmundo, e adicione seus comentários em seguida.

filtro por estado

busca por tag

observatório

feed
Nova jornada para o Overmundo

O poema de Murilo Mendes que inspirou o batismo do Overmundo ecoa o "grito eletrônico" de um “cavaleiro do mundo”, que “anda, voa, está em... +leia

revista overmundo

Você conhece a Revista Overmundo? Baixe já no seu iPad ou em formato PDF -- é grátis!

+conheça agora

overmixter

feed

No Overmixter você encontra samples, vocais e remixes em licenças livres. Confira os mais votados, ou envie seu próprio remix!

+conheça o overmixter

 

Creative Commons

alguns direitos reservados